Posts com Tag ‘atos’

Logo após a ressurreição de Jesus os Apóstolos se reuníram e escolheram o sucessor de Judas, o que traiu o Mestre, receberam o batismo do Espírito Santo, oraram em linguas estranhas pela primeira vez e iniciaram seus ministérios. Eles estavam cheios do poder de Deus, discursavam e viam o Espírito Santo agir. Em meio à mais de 3 mil pessoas as viram sendo batizadas de uma só vez. Os milagres, antes vistos sendo realizados através da vida do Messias, começaram a acontecer através de suas vidas, porque o Espirito de Deus agora habitava neles.

Aos poucos a igreja de Cristo ia sendo edificada, pois assim o Mestre profetizou (“Pedro, tú és pedra e sobre ti edificarei a minha igreja”). Esta foi a primeira vez que a palavra igreja aparece. Deus tinha interesse de nos ensinar que com Cristo nos tornamos não apenas cristãos, mas uma igreja. A igreja, formada de discípulos, ao qual Jesus é o cabeça e os discípulos, Seus seguidores, são o corpo. O líder, o sacerdote, o general de guerra, é o próprio Cristo. Ele tem todo poder porque resgatou nossas vidas pelo preço do sangue de Cristo.

Em Atos 2:42 ao 47 diz:
“E todos continuavam firmes, seguindo os ensinamentos dos apóstolos, vivendo em amor cristãos e fazendo orações. Os apóstolos faziam muitos milagres e maravilhas, e por isso todas as pessoas estavam cheias de temor. Todos os que criam estavam juntos e unidos e repartiam uns com os outros o que tinham. Vendiam as suas propriedades e outras coisas e dividiam o dinheiro com todos, de acordo com a necessidade de cada um. Todos os dias, unidos, se reuniam no pátio do Templo. E nas suas casas partiam o pão e participavam das refeições com alegria e humildade. Louvavam a Deus por tudo e eram estimados por todos. E cada dia o Senhor juntava ao grupo as pessoas que iam sendo salvas.”

Para que possamos ser como a igreja primitiva de Atos precisamos seguir alguns passos:

– Continuar firmes
As lutas do dia-a-dia vêm para nos tirar da rota certa. Existem tempos difíceis a serem vividos, mas Deus é quem nos fortalece através da vida de Cristo em nós, ou seja, através do Espírito de Deus que habita em nós.

– Seguir os ensinamentos dos apóstolos:
A palavra de Deus é rica em ensinos, através das cartas dos apóstolos, deixadas para nós no novo testamento. É necessário estudar, refletir e aplicar cada ensino, de modo que vejamos os milagres acontecerem em nosso meio.
Temos também a vida de nossos apóstolos, pastores e líderes como exemplo vivo e santo perto de nós. Todos são falhos e carecem da graça do Senhor, mas eles foram levantados para nos auxiliar na caminhada com Cristo.

– Viver em amor:
A palavra de Deus diz que o amor é o dom supremo, que o amor é a única coisa que não podemos perder, pois é o vínculo da perfeição. Ora, foi por amor à nós que Deus entregou seu único filho para morrer e por amor Jesus renunciou sua própria vida por nossas vidas.
Por amor a Cristo os apóstolos se anularam e pregaram o evangelho, edificando a igreja sobre a terra. Por suas renúncias hoje eu e você fomos alcançados. e por amor muitas outras coisas vieram a acontecer. Por isso devemos tomar cuidado com o esfriamento do amor. Porque ele é o vínculo que nos une a Deus e aos nossos semelhantes.
Se não houvesse amor o ódio prevaleceria entre nós.

– Partir o pão:
O partir o pão fala de termos comunhão uns com os outros. É estarmos juntos, compartilhando do que Deus tem feito conosco, é nos alegrarmos juntos, chorarmos juntos, ajudarmos uns aos outros a enfrentar seus questionamentos, dúvidas, lutas. É sermos um só corpo, buscando sempre a Cristo para nos guiar em todas as questões.

– Fazer orações:
Quando nos colocamos em oração estamos, na verdade, dizendo ao mundo espiritual que somos submissos ao Deus que escolhemos servir na terra. Isso nos leva a um estado de submissão, humilhação, adoração, que nos leva a estar mais perto de Deus.
Assim, podemos ouvir Deus falando conosco através do Espirito Santo, que habita em nós.
Orar é adorar a Deus, é dizer que somos gratos pelo amor que Ele tem por nós.
Orar é confrontar a nós mesmos diante de um Deus que é perfeito, justo, bom e fiel.
Orar é entrar numa dimensão que não conseguimos entrar diante da agitação do dia.
Orar é contemplar a face do Altíssimo, é entrar no Santo lugar. Ali nossos questionamentos são resolvidos, nossas lutas são vencidas, nossas dúvidas são respondidas, nossas lágrimas são enxugadas e nossas alegrias são compartilhadas com o autor de todas elas.
Orar é falar com Aquele que nos criou, com Aquele que sabe tudo, vê tudo, ouve tudo.
Orar é voltar às mãos daquele que nos formou e pedir que Ele nos reformule.

Assim, veremos os milagres e maravilhas acontecerem, porque teremos temor (respeito) naquele que é o Senhor de todas as coisas.
Assim desejaremos estar juntos, unidos por uma só causa, que é continuar edificando a igreja de Cristo na terra.
Assim não teremos inveja uns dos outros, nem daremos de ombros às necessidades dos nossos irmãos, antes desejaremos compartilhar o que possuímos com aquele que não possui, viveremos em compaixão e misericórdia.
Assim perseveraremos unânimes no templo, buscando a Deus em sua Casa de Oração, sem preguiça, sem vergonha, sem medo de ser chamado para orar no altar.
Assim, partiremos o pão de casa em casa, realizaremos as células, os projetos Familia Feliz, as visitas de consolidação com intrepidez.
Assim, tomaremos as refeições com alegria, agradecidos pela provisão que Deus nos trará.
Assim louvaremos a Deus com o coração agradecido.
Assim trataremos a todos com simpatia, sem exagero, sem interesse.

E depois de aprendermos tudo o que este texto nos ensina, Deus ainda nos diz:
“E cada dia o Senhor juntava ao grupo as pessoas que iam sendo salvas.”

Quando aprendermos a viver como a igreja primitiva de Atos, verdadeiros, sem corrupção em nossos corações, veremos muitos se achegarem à nós, desejosos em viver o que temos vivido com Cristo.

Deus abençoe a cada um.

No amor.

Carmen Rio

Anúncios