VOLTE!!

Publicado: janeiro 30, 2012 em Uncategorized

Fico triste quando as pessoas buscam conhecer a Deus numa igreja e, depois de um tempo, param de olhar para Deus e se voltam para os homens, se decepcionam e saem falando mal da igreja.
Peraí, quem deixou o foco em Jesus de lado foi a igreja ou foi você?
Quando deixamos os homens serem mais importantes para nós que Jesus impedimos nosso próprio crescimento como ser humano.
Todos estamos num processo. Alguns mais curados, outros tentando se esquivar, outros desesperados, mas quando olhamos a imperfeição uns dos outros deixamos de buscar a cura para apontar as doenças, nos tornando doentes piores do que os que apontamos.
E se você se enquadra nessas pessoas que estão agora perdidas, porque deixaram de olhar pra Cristo e olharam para os homens, e até se afastou do teu ministério porque se achava perfeito demais para estar perto de tantos imperfeitos, te digo: volte! Teu lugar é ao lado de imperfeitos como eu, buscando ser melhor diariamente, buscando santidade, que nada mais é do que ser mais parecido com Cristo do que com o mundo que está morrendo nos braços do diabo.
Volte-se para a Cruz. Ali não há imperfeção, ali não há dor, não há doença, não há miséria, não há julgamento, não há condenação.
Só existe uma coisa na Cruz: AMOR, e é isso que todo ser humano procura.

Anúncios

Muitas vezes fui questionada na minha infância e adolescência sobre o que queria ser quando crescesse.
Quando criança queria ser dentista. Cheguei a fazer 2 anos de cursinho para passar nas universidades publicas, já que as particulares eram tão absurdamente caras.
Mas Deus tinha algo diferente para mim. Ele queria me fazer uma designer.
O foco aqui não é o meu testemunho, mas expor três tipos de pessoas que podemos ser:

1) Podemos ser quem nós desejamos ser.

Nada de errado em ser quem desejamos ser. A palavra diz em Provérbios 23:7
“Porque, como ele pensa consigo mesmo, assim é”.
Se gerarmos em nós o ser nobre, porque somos filhos do Rei, que também é um pai amoroso, podemos ser quem quisermos e saber que Deus nos fará prosperar em nossos caminhos, escolhendo andar numa rota de vitoria, seguindo os princípios e os mandamentos contidos na palavra de Deus.
Devemos lembrar também que a própria palavra nos alerta em Jeremias 17:9 “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o poderá conhecer?”.
Portanto, podemos evitar sofrimentos futuros se deixarmos Deus conduzir nossas vidas sem darmos tanto credito ao que nosso corrupto e enganoso coração nos manda seguir.

2) Podemos ser quem a sociedade/família quer que nós sejamos.

Muitos decidem ser aquilo que os outros desejam que sejam.
Já ouvi muitos testemunhos negativos de jovens que decidiram pela carreira que os pais queriam que seguisse e perderam alguns frustrados anos de faculdade, chegando a desistir no meio e até no inicio, por não terem a menor afinidade com tais profissões.
Infelizmente existem pais que não possuem a sabedoria necessária para dar condições favoráveis de seus filhos decidirem o que gostariam de ser ou mesmo de buscar ouvir a voz de Deus para conduzirem com êxito o futuro de suas vidas.
Com certeza cada ser é dotado de dons e talentos que Deus deposita e aperfeiçoa. Precisamos buscar com zelo estes dons e coloca-los em pratica em nossas vidas.

3) Podemos ser quem Deus quer que sejamos.

Hoje em dia muitas famílias têm se formado no seio da igreja de Cristo, o que faz com que se formem pais tementes a Deus e zelosos com a vida de seus futuros filhos físicos e espirituais.
Zelar pela vida profissional de um filho faz com que os pais busquem em Deus a orientação correta para direcionar seus filhos ou mesmo instrui-los a buscar em Deus o melhor caminho a seguir.
Com certeza se nós não pudermos ter esta excelente educação cristã, certamente nossos filhos poderão usufruir deste beneficio, de ter o Próprio Deus Vivo decidindo por eles seus futuros.
Que o Senhor forme em cada um este tipo de zelo e de respeito pela decisão de um filho que buscou em Deus sua profissão e seu futuro.

Deus os abençoe.

Carmen Rio

Vaso Escolhido

Publicado: fevereiro 22, 2011 em Uncategorized

A palavra que está em Jeremias 18 diz assim:

A palavra do SENHOR, que veio a Jeremias, dizendo: Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras. E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas, como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.

Muitos de nós nunca conheceu o trabalho de um oleiro de perto. Presumo que seu Ateliê tenha diversos vasos. Vasos grandes, pequenos, de barro cru ou mesmo trabalhado com pinturas.

Vasos encostados, vasos em destaque. Vasos iguais e vasos diferenciados.

E a palavra diz que o vaso que o oleiro trabalhava se desmontou e tornou a fazê-lo novamente.
Quantas vezes Deus nos vê dispostos e então passa a trabalhar em nós, nos moldando e aperfeiçoando. Então cansamos de esperar e decidimos fazer pela força de nossos braços e o vaso se desfaz. Então Deus, que é paciente amassa o barro novamente e começa um novo vaso.  É quando vemos que pela força do nosso braço as coisas não andam, então novamente decidimos nos render às mãos do Criador.

E por que para o ser humano é tão complicado entender que as coisas de Deus são tão mais preciosas e que a maneira que Ele trabalha é tão mais prazerosa do que nossos caminhos?

O que me chamou a atenção hoje não foi o fazer e refazer o vaso, mas sim, as etapas que o barro passa até formar um vaso.

Somos comparados ao barro e, dependendo do momento em que nossa vida se encontra, podemos estar no estágio:

  1. Barro: quando ainda estamos crus, sem forma. A pessoa que acabou de receber Jesus como Senhor e Salvador. Ele é um bolo de barro ainda a ser trabalhado.
  2. Barro nas mãos do Oleiro: quando entregamos nossas vidas ao governo do Justo, deixando Deus trabalhar em todas as áreas.
  3. Vaso que se desfez: quando perdemos o primeiro amor e queremos apressar as realizações para nossas vidas. Este vaso volta a ser moldado novamente.
  4. Vaso pronto, porém necessitando secar: quando Deus concertou tudo que era necessário e agora prepara o vaso para receber o óleo fresco da unção.
  5. Vaso pronto, seco e próprio para uso: quando estamos prontos e dispostos a trabalhar em favor de Deus para que o Reino seja proclamado.

Quando um vaso está pronto o Oleiro o deixa secar e então fica pronto para ser vendido.

Então as pessoas vão até seu ateliê e escolhem o vaso que querem levar. Alguns devolvem o vaso porque não os agradou, outros compram e não usam corretamente, outros até por mal uso deixam este vaso quebrar, então é desprezado, seus cacos são recolhidos e jogados no lixo.

Quantas vezes nos oferecemos e nos expomos a situações que nos farão sentir usados para o mal ou até nos expomos a situações que nos despedaçam, que nos fazem sentir que não servimos para mais nada?

Quantas vezes nos oferecemos para ser aquilo ao qual não fomos designados?

Na verdade, se estamos distraídos qualquer lugar e qualquer função é suficiente para nos alegrar um pouco, mas com o tempo a mesmice vai nos fazer não desejar mais servir para aquilo.

A boa notícia para você é que existiu um homem que decidiu comprar todos os trabalhos do Oleiro. Ele foi ao ateliê e disse: a partir de hoje todo vaso que você produzir será meu. Eu te darei todo meu dinheiro e até minha vida por isso.

O Oleiro perguntou para este homem a necessidade de ter tantos vasos.

E o homem disse que precisava de vasos para edificar seu Reino na Terra e que os utilizaria de forma correta, sem que nenhum se perdesse pelo caminho, fosse quebrado, esquecido ou mal utilizado.

Então o Oleiro viu que Ele era homem sábio e decidiu topar e firmar contrato.

A partir daquele dia todos os vasos que Ele produziu passaram a ser deste homem.

E este homem até hoje pega os vasos, os admira pelo que serão e derrama um óleo precioso que só Ele produz.

O Oleiro é Deus. O homem é Jesus. O óleo é o Espírito Santo. Este vaso sou eu e você.

Sua vida é muito preciosa tanto para o Oleiro (Deus), quanto para o Dono do Vaso (Jesus), que deu tudo que tinha para te comprar, e quanto ao Espírito Santo, que é o óleo derramado dentro de nós.

Se você ainda não conhece nem o oleiro nem o homem que te comprou, me escreva. Estarei orando por tua vida e lhe apresentando um novo estilo para viver.

Para tudo há um Salvador.

Renda-se e descobrirá que Ele te amou desde o ventre de sua mãe.

Um forte abraço.  Um beijo no coração.

Shalom.

Voltando à escrever…

Publicado: fevereiro 22, 2011 em Uncategorized

Bom dia queridos!

Não estava escrevendo porque tinha acesso restrito onde trabalhava, e quando saía tinha o corre-corre da vida para fazer, o que me impedia de voltar ao computador para fazer qualquer outra atividade…

Agora, num local de trabalho menos movimentado, com zero de pessoas falando e atrapalhando a mente de produzir frutos dignos, e também inspirada no blog de amigos prometo aparecer mais vezes por aqui.

Agradeço sua visita!

Um beijo no coração.

Shalom (paz)!

Olá queridos leitores!
Estive ausente alguns dias, por haver muito trabalho para fazer aqui na empresa.
Mas agora, já mais tranquila, volto a colocar minha mente para pensar em algo muito legal.
Ontem Deus me ministrou muito em Oséias.
Até postei no meu Twitter (@carmenrio), mas poderia escrevê-lo aqui.
Em Oséias 14, Deus nos surpreende com Seu amor pelo Seu povo.
Mas Existem alguns versículos que falaram muito comigo:
Converte-te, ó Israel, ao SENHOR teu Deus; porque pelos teus pecados tens caído.
Tomai convosco palavras, e convertei-vos ao SENHOR; dizei-lhe: Tira toda a iniqüidade, e aceita o que é bom; e ofereceremos como novilhos os sacrifícios dos nossos lábios.
Não nos salvará a Assíria, não iremos montados em cavalos, e à obra das nossas mãos já não diremos mais: Tu és o nosso deus;
porque por ti o órfão alcança misericórdia.
Eu sararei a sua infidelidade, eu voluntariamente os amarei; porque a minha ira se apartou deles.
Eu serei para Israel como o orvalho. Ele florescerá como o lírio e lançará as suas raízes como o Líbano.
Estender-se-ão os seus galhos, e a sua glória será como a da oliveira, e sua fragrância como a do Líbano.
Voltarão os que habitam debaixo da sua sombra; serão vivificados como o trigo, e florescerão como a vide; a sua memória será como o vinho do Líbano.
Efraim dirá: Que mais tenho eu com os ídolos? Eu o tenho ouvido, e cuidarei dele; eu sou como a faia verde; de mim é achado o teu fruto.
Quem é sábio, para que entenda estas coisas? Quem é prudente, para que as saiba? Porque os caminhos do SENHOR são retos, e os justos andarão neles, mas os transgressores neles cairão.
Depois de muito se corromper, o povo de Israel é insitado pelo próprio Deus a voltar seu coração a Ele e que, por causa de Seu imenso amor, Sua ira tinha passado.
Isso é muito tremendo, porque Deus nos chama ao conserto quando estamos andando por caminhos que podem nos levar à morte espiritual e, até mesmo, física.
Outra questão de muito valor é quando o texto diz “porque por ti o órfão alcança misericórdia”. Deus se compadece dos que não possuem mais seus pais, porque Dependem mais de Seu precioso poder e consolo do que aqueles que ainda possuem seus queridos consigo. E nisso, me sinto segura, porque um pai e uma mâe fazem uma grande falta, mas Deus nos diz em Hebreus13:5 “porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei.”.
Em outro versículo Deus nos diz “Sou eu que respondo, e cuido de ti.”
O que me chamou atenção aqui é que Deus nos ouve, nos responde os questionamentos e cuida de nós. Às vezes não estamos sensíveis o suficiente para recebermos com clareza as respostas vindas do Trono, por isso precisamos estar atentos em espírito, porque Deus é sutil, não é escandaloso. Fala manso, doce, e os alertas sempre vêem os movimentos mesmo que sejam mínimos. Já os destraídos ficam como bobos, até mesmo sem ver o que se passa ao seu redor.
“Eu sou como a faia verde; de mim é achado o teu fruto.”. Em Deus acharemos nossos frutos. Uma vez ouvi a Pra. Ana Paula Valadão Bessa dizer que nossos frutos alimentam Jesus. Eu achei tão forte e poderosa esta palavra que me fez guardá-la no meu coração. E lendo este versículo pude perceber a verasidade desta informação, pois Diz que em Deus acharemos nossos frutos. Como é tremenda esta palavra e quão temor gera em nosso coração saber o fruto de nossos atos serão achados em Deus.
Por isso, logo em seguida o profeta nos pergunta “Quem é sábio, para que entenda estas coisas? prudente, para que as saiba?”
É necessário meditar na palavra para obtermos revelação.
E ele continua: “porque os caminhos do Senhor são retos, e os justos andarão neles; mas os transgressores neles cairão.”
Quem se apresenta justo perante o Senhor obtém a revelação do caminho que deve seguir, mas um injusto, um transgressor de princípios, aquele que não consegue seguir um caminho de retidão, de santidade, não consegue acessar as veredas de justiça do Senhor.
Pode parecer complexo, mas sabemos que aqueles que guardam os princípios de Deus como pedras preciosas e vela por eles pode ter a convicção que agradam o coração do Pai e recebem dEle a chave que abre os caminhos que levam ao êxito.
Deus nos coloca diante da vida e da morte e nos insita a escolhermos a vida para que vivamos. Ainda sim existem pessoas ignorantes, não no sentido pejorativo da palavra, mas sem conhecimento, que acabam seguindo seus próprios conceitos e se perdem numa vida de tropeços, altos e baixos.
Para que nossas vidas não sejam feitas “guangorras do inimigo” precisamos nos render ao cuidado de Deus e entregarmos nossas vidas para que Ele possa cuidar e guiar.
Isso não é difícil. A palavra de Deus diz em Romanos 10:9: “Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo”.
Se você está cansado de viver debaixo de derrotas e deseja hoje ter uma vida totalmente transformada por Deus repita esta simples oração:
“Senhor Jesus Cristo, eu hoje reconheço que tenho falhas, pecados e que preciso do teu auxílio.
Por isso eu confesso com minha boca e creio em meu coração de que o Senhor morreu por mim,
ressucitou para me dar vida e hoje te recebo como meu único e suficiente Senhor e Salvador.
Escreve meu nome no Teu livro da vida.
Em nome de Jesus Cristo.
Amém.”.
Pronto! Esta simples oração vai transformar sua vida de altos e baixos num testemunho de vitórias e conquista.
Caso ainda tenha dúvidas, por favor, me escreva que estarei pronta a te ajudar: carmenrio12@gmail.com
Este ficará sendo nosso canal de contato.

Deus te abençoe com um restante de semana de poder e milagres.

Shalom, shalom.

Na dependência de Deus

Publicado: julho 29, 2010 em Uncategorized

Olá queridos!
Quando me converti, em 1.999 o Ministério de Louvor Diante do Trono (DT) lançou seus 2 primeiros CDs. E eu os conheci desde o início.
Eles fizeram parte de toda minha história com Jesus. E o que mais me impacta é a facilidade que eles têm de cantar a palavra. É impressionante.
Ontem coloquei um louvor pra começar a orar, fazia tempo que eu não fazia isso. E o louvor escolhido por Deus foi: Preciso de Ti.
Vocês já ouviram? Recomendo!
E a minha oração foi conduzida por Deus, e foi tão diferente de tudo que já orei na minha vida… Foi D+!
Pedi sonhos e visões e tive um sonho de noite. Deus atende nossos pedidos quando eles partem de um coração sincero, quando desejamos conhecer mais dEle.

A palavra que hoje tenho em mente é:
Isaías 53:1 a 5
“Quem deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o braço do SENHOR?
Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos.
Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum.
Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.
Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.”

Isaías aqui já citava o sofrimento de Cristo.
Uma pessoa que é submetida a maus tratos, espancada, chicoteada, se torna desprezível fisicamente. Seu corpo estava em carne viva, sangrando, cheirando à morte.
Ainda precisou carregar uma tora de madeira maciça. Era o próprio instrumento que o levaria a sentir mais dores, e estas insuportáveis. Nela seria pregada Sua carne.
Mas Ele era o Rei. E qual Rei na terra se submeteria a tal proceder se não fosse aquele ao qual chamamos de Amado de nossas almas? Nosso noivo estava ali, exposto à uma morte cruel e terrível. Ainda zombavam dEle, o empurravam, cuspiam em Seu rosto.
Mas ainda assim salvou à muitos, com seu olhar compassivo, misericordioso. Ainda naquela circunstância exalava o perfume do amor Ágape, o amor de Deus.
Quem o reconheceria?
Só aqueles que eram um com Ele. Sim, seus discípulos sabiam que Seu mestre estava como alguém que facilmente seria desprezado se fosse encontrado caido na sarjeta. Mas aquilo foi como um despertar em suas vidas. Apesar de que não creram que Ele estaria entre eles novamente em 3 dias, conforme lhes prometera, quando aconteceu foi como se novos homens surgissem na sociedade. Homens que levariam ao conhecimento de todos uma vida renovada, com a unção, a presença do Espirito Santo.
E não há quem permaneça intocável quando o Espírito Santo se faz presente. Ele é doce, mas também é como vento impetuoso.
Ele nunca se torna violento, mas é quem nos fortalece, quem respalda a palavra de Deus.

Ah, como é bom, como me dá prazer falar de Deus, de Seu filho amado, de Seu Santo Espírito.

Cristo vive, através de mim.
Eu O nego quando faço minha vontade.
Quando decido servi-Lo, Ele me recompensa com Sua doce presença.

Isso não é demais?

Você já experimentou isso? Mais do que prazer, o regozijo invade meu coração.

Aleluia! Deus é bom demais!

Shalom, shalom.

Seven Days – Novo Tempo

Publicado: julho 28, 2010 em Uncategorized

No final de semana passado (23 a 25/07/2010) Deus instaurou um novo tempo na minha caminhada com Ele.
Tempo este de colher tudo que plantei nestes últimos 5 anos, e tempo de plantar e colher quase que instantâneamente a partir de agora.
Hoje começo um tempo de 7 dias de consagração, com jejum e oração, pelo projeto Família Feliz. Tempo de Deus na minha vida e na vida da Paty.
Por isso, vou postar aqui o que Deus estiver me falando neste tempo e espero edificar tua fé e fortalecer tua caminhada com Deus.
Tenho sentido uma certa pressa no acontecer das promessas do Senhor para aqueles que mergulham num nível de entrega de 100%.
Deus não quer mais que decidamos caminhar com Ele e prefiramos escolher quando, onde e como queremos que as coisas aconteçam, mas nos quer amando estar submissos a Sua vontade para nós.
Hoje me encontro assim, amando tudo que Deus tem feito na minha vida, sem questionar o tempo, o lugar, as circunstâncias, as condições que as coisas têm acontecido.
Mesmo porque, qual a finalidade de servirmos e seguirmos a Cristo, se não for para largar a rede e se tornar pescador de vidas?
Qual seria o sentido da vida se hora a pessoa declara que aceita Jesus como único Senhor e Salvador e ficar negando a Cristo muito mais de 3 vezes?
Se aceito ter um líder sobre minha vida, por que decidirei minha vida sozinha, sendo que minha líder tem a visão de fora das circunstâncias e pode me auxiliar a pensar? Se a considero líder, o mínimo que posso fazer é confiar que Deus a usará para me auxiliar. E eu amo muito a vida dela.
Familia Helou Regino é muito especial para mim, porque sempre fazem parte das minhas conquistas.
Então, vamo que vamo, Deus tem pressa, não tarda e nem falha.
Shalom, shalom.